0

JERUSALÉM

Nosso trabalho este bimestre irá abordar o tema "Jerusalém", cidade sagrada para as três maiores religiões monoteístas do mundo. 

Após o estudo sobre o contexto histórico das Cruzadas e do Islamismo trabalharemos a cidade de Jerusalém, palco de conflitos até hoje. Os alunos então recriarão os lugares sagrados da cidade santa no jogo Minecraft e simularão as Cruzadas.

Para isso leia dos textos presentes nos links abaixo e acesse o link interativo abaixo:










0

"História Digital" e as três fases da Pré-História

O site História Digital é um dos grandes colaboradores deste blog e contém muitas ideias interessantes sobre os assuntos abordados em História. Um deles é justamente sobre os três períodos da Pré-História.

A Pré-História corresponde a um longo período de 3,6 milhões de anos. Termina com o surgimento da escrita, há 4 mil anos. É importante conhecer a fundo este período histórico, pois foi naquele tempo que as mudanças tecnológicas transformaram a forma com que o ser humano se relacionava com a natureza. Esta lista ajuda a conhecer um pouco mais desta trajetória.

Para conhecer mais sobre este período clique nos links abaixo:

FASES DA PRÉ-HISTÓRIA

Jogo sobre o Paleolítico

Jogo sobre a Idade dos Metais

0

Assista e visite a Pré-História aqui...

A Caverna de Lascaux se tornou notável na arqueologia, devido à grande quantidade de pinturas rupestres em seu interior. Estas pinturas ajudam a compreender, ainda que de forma limitada, a forma como nossos antepassados viviam na pré-história. Suas cenas de caça e desenhos de animais desvendam o cotidiano de uma cultura milenar, em uma fantástica visita virtual.

No link abaixo é possível fazer a visita:
Caverna de Lascaux: Montignac, França. Lascaux é um complexo de cavernas, famoso pela suas pinturas rupestres. A disposição da caverna, cujas paredes estão pintadas com bovídeos, cavalos, cervos, cabras selvagens e felinos, permite pensar tratar-se de um santuário, criado há aproximadamente 17 mil anos atrás.
Fonte: http://www.historiadigital.org/historia-geral/pre-historia/visita-virtual-a-caverna-de-lascaux/

Assista os vídeos abaixo para compreender melhor a Pré-História:

NA SERRA DA CAPIVARA (BRASIL)


REVOLUÇÃO AGRÍCOLA



ANIMAÇÃO: TEMPO DAS CAVERNAS


PRÉ-HISTÓRIA AMERICANA



4

FEUDALISMO

O feudalismo consiste em um conjunto de práticas envolvendo questões de ordem econômica, social e política. Entre os séculos V e X, a Europa Ocidental sofreu uma série de transformações que possibilitaram o surgimento dessas novas maneiras de se pensar, agir e relacionar. De modo geral, a configuração do mundo feudal está vinculada a duas experiências históricas concomitantes: a crise do Império Romano e as Invasões Bárbaras.

A economia sofreu uma retração das atividades comerciais, as moedas perderam seu espaço de circulação e a produção agrícola ganhara caráter subsistente. Nesse período, a crise do Império Romano tinha favorecido um processo de ruralização das populações que não mais podiam empreender atividades comerciais. Isso ocorreu em razão das constantes guerras promovidas pelas invasões bárbaras e a crise dos centros urbanos constituídos durante o auge da civilização clássica.

A ruralização da economia também atingiu diretamente as classes sociais instituídas no interior de Roma. A antes abrangente classe de escravos e plebeus veio a compor, junto com os povos germânicos, uma classe campesina consolidada enquanto a principal força de trabalho dos feudos. Trabalhando em regime de servidão, um camponês estaria atrelado à vida rural devido às ameaças dos conflitos da Alta Idade Média e a relação pessoal instituída com a classe proprietária, ali representada pelo senhor feudal.
Fonte: http://www.brasilescola.com/historiag/feudalismo.htm
RESUMO SOBRE O FEUDALISMO NO LINK DO HISTÓRIA DIGITAL ABAIXO

CLICK NA ANIMAÇÃO ABAIXO  PARA CONHECER TUDO SOBRE OS CAVALEIROS

CLIQUE PARA JOGAR:
ERA FEUDAL
QUIZ FEUDALISMO

AGORA ACESSE O MENU EM JOGOS E ESTUDE COM OS JOGOS MEDIEVAIS QUE ESTÃO LÁ

6

Como era o Engenho de Açúcar?

Para extrair lucro máximo na atividade açucareira, Portugal favoreceu a criação de plantations destinadas ao cultivo de açúcar. Essas plantations consistiam em grandes expansões de terras (latifúndios) controladas por um único proprietário (senhor de engenho). Esse modelo de economia agrícola, orientado pelo interesse metropolitano, acabou impedindo a ascensão de outras atividades para fora dos interesses da economia portuguesa.

Além de restringir a economia, a exploração do açúcar impediu a formação de outras classes sociais intermediárias que não se vinculassem à produção agrícola e ao senhor de engenho. Na base desta pirâmide social estariam os escravos africanos trazidos das possessões coloniais portuguesas na África. Além de oferecerem mão de obra a um baixíssimo custo, o tráfico de escravos africanos constituía outra rentável atividade mercantil à Coroa Portuguesa.

O engenho, centro da produção de açúcar, baseava-se em um modo de organização específica. A sede administrativa do engenho fixava-se na casa-grande, local onde o senhor de engenho, sua família e demais agregados moravam. A senzala era local destinado ao precário abrigo da mão de obra escrava. As terras eram em grande parte utilizadas na formação de plantations, tendo uma pequena parte destinada a uma restrita policultura de subsistência e à extração de madeiras. Fonte: http://www.brasilescola.com/historiab/acucar.htm

Entenda como funciona o engenho clicando no jogo abaixo:


BAIXE O JOGO CLICANDO EM


Assista ao breve documentário sobre o engenho: "O espírito do Lugar"


0

CORONELISMO

Basta fazer uma pesquisa na Internet para se encontrar o termo "coronel" com sentido irônico[...] caracterizando um político autoritário, retrógado e assistencialista.[...]

0

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA

Na teleaula Panorama da República Velha-Parte II, voltaremos a falar da posição da elite, que achava que o problema da população brasileira era racial. E veremos, também, que havia intelectuais que defendiam a população. Para eles, o problema era que a elite no governo não atendia às necessidades do povo. O problema era social. Depois, acompanhamos os presidentes da fase oligárquica, onde quem dava as cartas era a oligarquia do café. Veremos, também, que, com o tempo, alguns setores da sociedade foram se rebelando contra o poder das oligarquias, terminando por depor o presidente com uma revolução. E que tudo isso aconteceu porque o mundo mudava. A República Velha, como o próprio nome diz, não se adaptou à evolução cultural do país e do mundo.



21

Trabalho do 6 Ano: Asterix e Obelix

Pessoal neste bimestre vamos fazer um trabalho individual sobre o desenho animado Asterix e Obelix utilizando o livro Como seria a sua vida na Roma Antiga. 
0

Roma

Vamos fazer algumas atividades para estudar a Roma Antiga. 

0

Navegações

As Grandes Navegações são eventos que acabaram por mudar a História da Humanidade e compreendê-lo faz parte de um processo necessário de descobrimento de quem nós somos enquanto país.